Fevereiro Roxo: Conscientização sobre a Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer

Fevereiro Roxo: Conscientização sobre a Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer

Fevereiro Roxo: Conscientização sobre a Fibromialgia, Lúpus e Alzheimer

Fevereiro é o mês de conscientização sobre o Mal de Alzheimer, Fibromialgia e Lúpus. A cor roxa lembra a importância de cuidar da saúde e priorizar a qualidade de vida. Como forma de incentivar as pessoas a prevenir estas doenças.
A campanha do Fevereiro Roxo foi criada em 2014, na cidade de Uberlândia (Minas Gerais). Seu lema é: “se não houver cura, que ao menos haja conforto”, aludindo à importância de proporcionar bem-estar aos portadores de doenças crônicas. Não existe um calendário oficial de conscientização. O trabalho geralmente é feito por ONGs e, muitas vezes, apoiado por prefeituras e governos estaduais, que promovem palestras, ações de informação sobre as doenças e até mutirões de saúde.
Mal de Alzheimer:Descrita pela primeira vez em 1906, pelo psiquiatra alemão Alois Alzheimer, a doença de Alzheimer é neurodegenerativa. Os principais sintomas são a falta de coerência na fala e a perda da memória recente: o paciente se lembra de fatos de muitos anos atrás, mas não sabe dizer sobre coisas que fez hoje.
O Alzheimer está associado à idade avançada, porém pode surgir de forma prematura, especialmente em pessoas com casos semelhantes na família. A doença é a principal causa de demência e leva o paciente a depender de ajuda para realizar tarefas básicas.
A capacidade de atenção, aprendizado e convívio social fica seriamente afetada, sendo que o quadro é incurável. Entretanto, é possível fazer um tratamento terapêutico e medicamentoso para retardar os efeitos mais graves, principalmente quando a detecção ocorre ainda no estágio inicial.
Quem tem familiares idosos ou pessoas de meia-idade com casos de Alzheimer na família deve ficar atento quanto a problemas de linguagem, esquecimento de fatos recentes, confusão com horário e dia da semana ou desorientação em lugares conhecidos.
Fibromialgia:A Fibromialgia é uma síndrome ainda pouco conhecida, cujos principais sintomas são:
• Dor generalizada;
• Fadiga;
• Dificuldades cognitivas (problemas de concentração, perda de memória etc.);
• Formigamento nas extremidades do corpo (mãos e pés).
Como todos os sinais acima são problemas relativamente comuns, acredita-se que a doença seja subnotificada. As dores da fibromialgia são constantes e costumam durar cerca de três meses a cada vez. A pessoa afetada nota uma redução em sua capacidade de se exercitar, justamente devido às dores e à fadiga. Ela também passa a sofrer com problemas de sono, como insônia e apneia, muitas vezes apresentando quadros de depressão.


Últimas notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × três =